segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Por que usuários de iPhone preferem comprar os frangos Potiguar?

Na cidade em que eu moro, Teresina, existe uma empresa chamada "Frango Potiguar" que vende... frango assado na brasa. É uma empresa como qualquer outra do ramo: temperam sem nada de especial, colocam queijo sobre o frango, assam na brasa e pronto. Existem, inclusive, alguns pontos inferiores: os frangos são cortados em pedaços (não se vê o frango inteiro) e, aparentemente, são bem menores que os da concorrência; além disso os preços são por volta de 50% mais caros que os concorrentes.
Mas, apesar de ser em alguns aspectos inferior às outras empresas do ramo (e nos demais quesitos, ser exatamente idêntica), as pessoas amam comprar lá. Os consumidores não chamam de "frango" meramente, mas sim de "Frango Potiguar". Muitos juram que o sabor é definitivamente muito melhor e alguns se recusam a comer os frangos de outros lugares.

Observando essa reação, comentei com um amigo: "Provavelmente as pessoas que amam o Frango Potiguar são as mesmas que têm iPhones".

A comparação, apesar de irônica, tem seu sentido: iPhones foram, por muito anos, celulares muito mais inferiores que seus concorrentes - e isso em quase todos os sentidos. As configurações de sistema eram bem piores. A quantidade de aplicativos muito menor. Enquanto praticamente toda a concorrência tinha câmeras avançadas, o iPhone, por um tempo, nem flash tinha. Mesmo assim, eles eram mais caros e muito mais desejados (e vendidos) que todas as marcas (atualmente o iPhone se igualou a seus concorrentes em hardware).

Como afirma Dan Ariely no seu livro "Previsivelmente Irracional", as pessoas não compram qualidade, elas compram as emoções por trás de uma marca. E nomes como iPhone ou Frango Potiguar (pelo menos em Teresina) são grifes com um forte apelo emocional por trás criado através da propaganda.

Quem compra um iPhone não sente que tem um celular, mas sim um iPhone (assim como quem come os frangos Potiguar sentem que não estão comendo um frango comum). E, claro, fatores sociais contribuem para elevar os status das empresas: comentários das pessoas sobre como são deliciosos os frangos Potiguar - e incríveis os celulares da Apple - e como você precisa experimentar um para descobrir um novo mundo - ou então, como você precisa comprar um celular, digo, um iPhone.

É possível, no entanto, aumentar o senso crítico de suas escolhas. Analise exatamente as suas marcas de paixão (será que você controla o seu consumo ou é controlado por ele?) e busque fazer escolhas cada vez menos irracionais.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...