quinta-feira, 9 de julho de 2015

Como funciona o treinamento comportamental - parte 1

Os seres humanos - assim como outros animais - nascem com poucos comportamentos como mamar, chorar e alguns comportamentos reflexos como o fofinho apertar o dedo de quem o coloca em sua mão.

A maioria dos nossos comportamentos são aprendidos. Aprendemos a caminhar, correr, falar, sentir medo (temos apenas dois tipos de "medos de nascença": medo de cair e de levar um susto), escrever, ler, pensar de um determinado jeito e inclusive as formas de sentir: aprendemos, baseado em múltiplos fatores, como sentir os sentimentos também - é por isso que geralmente somos parecidos com nossos pais em vários aspectos, inclusive como nos relacionamos com os outros.

Os comportamentos são aprendidos principalmente porque: um ambiente (tudo o que não é você é o seu ambiente, ou seja, é o contexto em que você está inserido) que permite que um determinado comportamento surja, quando esse comportamento surgir e for agradável, útil e tiver alguma função para o sujeito que se comporta então ele é aprendido e fortalecido. Se, ao emitir o comportamento, algo desagradável ocorre, a probabilidade é que a pessoa evite emitir esse comportamento futuramente.

Imaginemos duas situações:

Human Life by Ahmed Asidan
1 - O garoto vê uma menina bonita que sorri pra ele (é o ambiente/contexto). Ele vai falar com a menina (comportamento) e ela é simpática, eles conversam e ficam amigos (consequência agradável). Ele, provavelmente, vai falar com meninas que sorriem pra ele em outras ocasiões.

2 - O garoto vê uma menina que sorri pra ele (contexto), mas quando ele vai falar (comportamento) ela o ignora, trata mal e é grosseira (consequência desagradável). Ele, provavelmente, evitará falar com meninas em situações parecidas no futuro.

O que fazer com o garoto do segundo exemplo que teve seu comportamento de falar com garotas enfraquecido?

Colocá-lo em situações parecidas para tentar novamente. E isso é o treinamento comportamental. Comportamentos possuem uma longa história na vida da pessoa (seja de consequências agradáveis ou desagradáveis) e para desenvolver um comportamento específico, você precisa colocá-lo em prática várias vezes até se sentir confortável com ele.

O que ocorre é que as vezes as pessoas estão tão "traumatizadas" com as consequências desagradáveis que seus comportamentos tiveram no passado que não querem nem tentar. É por isso que é preciso quebrar o comportamento em partes menores e mais fáceis de serem emitidas e aos poucos, "juntar" essas partes.

Se uma pessoa morre de medo de falar com garotas, ele pode começar perguntando as horas para essa garota - o que é algo muito mais fácil do que puxar um assunto. E, aos poucos, o nível de dificuldade ir avançando, à medida que o sujeito se sente mais confortável.

-----

E você? Tem algum comportamento que gostaria de treinar e melhorar? Entre em contato! Nas próximas postagens falarei sobre pensamentos, sentimentos e o poder da consciência na mudança do comportamento.

Recomendo algumas leituras para os interessados no assunto:

- Modificação de Comportamento - O que é e como fazer (Martin & Pear)
- Princípios básicos da Análise do Comportamento (Carlos Augusto de Medeiros e Márcio Borges Moreira);
- Programa de Modificação do Comportamento (Petrus Evelyn e Breno Santos)
- Todos os livros do Skinner (Ciência e comportamento humano, Sobre o behaviorismo etc)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...