quarta-feira, 1 de julho de 2015

Como a fé pode ajudar na mudança de vida

Nos cursos de Psicologia ainda existe uma certa dificuldade para encarar e debater assuntos mais subjetivos como a fé e a religiosidade - alguns professores chegam a argumentar que o psicólogo não deve tocar nesses temas. Talvez digam isso por não se sentirem preparados para tal, e com razão.

Diversas pesquisas, no entanto, mostram que a fé é um importante fator para a melhoria em diversos aspectos: sejam comportamentais ou até mesmo na saúde.

Pesquisas de neurocientistas - como, por exemplo, de Andrew Newberg no livro "How God changes your brain" - revelam que pessoas que possuem algum tipo de fé criam mais conexões neurais, ou seja, o cérebro vai processar informações mais rapidamente, facilitando a melhora almejada em vários níveis.

A fé pode inclusive ajudar em mudança de hábitos como fazer uma dieta ou estudar para concursos - é como se a fé gerasse algum tipo de recompensa imediata após esses comportamentos, facilitando bastante o processo.

É importante ressaltar que fé não necessariamente está ligada a religiosidade, mas sim com um desejo de buscar questões e respostas para os mistérios da vida. Ateus e agnósticos também podem ter experiências de fé e espiritualidade - já foi descoberto, por exemplo, que é possível experiências de fé com drogas alucinógenas ou até mesmo estimulando áreas específicas do cérebro. Meditação, yoga, hipnose e outras técnicas que levam a estados de transe também podem estimular as mesmas áreas.

Outros fatores descobertos foram que as pessoas que acreditam em Deus têm mais propensão para se curarem mais rapidamente de algumas doenças, evitarem vícios como álcool, cigarro e drogas e menores riscos de suicídio - claro que essas são estatísticas que precisam ser analisadas cuidadosamente, cada pessoa tem maneiras diferentes - seja em intensidade ou sinceridade - de sentir a sua fé.

Em outro texto escrevi que "acreditar na mudança não é importante para mudar", dizia que o mais importante era agir e fazer um pouco todos os dias - e que então o comportamento iria gerar a crença na mudança. É interessante perceber que mesmo sem acreditar inicialmente, a mudança pode ocorrer, mas, em algum momento, a confiança (ou a fé) irá surgir, facilitando e tornando mais forte as mudanças esperadas.

Leia mais aqui.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...