quarta-feira, 13 de maio de 2015

A angústia é a brecha entre o agora e o depois

Uma das maiores dificuldades que observo na atualidade é viver o momento, concentrando-se em uma única atividade por vez e focando apenas no que se está fazendo, o que gera bastante perda de tempo. Como uma frase que ouvi certa vez, mas não me recordo de quem seja: "Tempo é a única coisa que todos tempos em igual proporção".

Outra frase impactante para ilustrar como vivemos mais no passado ou no futuro diz que: "A angústia é a brecha entre o agora e o depois", de Fritz Perls. Diz-se também que o excesso de passado vira depressão.

Uma das premissas da Gestalt Terapia (que tem em seus principais nomes o próprio Fritz Perls - recomendo) é colocar o indivíduo no aqui e agora. Isto é: mesmo que você sofra por um trauma que ocorreu na sua infância, o seu sofrimento ocorre hoje e deve-se focar no que está acontecendo agora.

Imagine, por exemplo, que você perdeu um ente querido na sua infância e isso lhe deixou com comportamentos depressivos até sua fase adulta. As causas, no entanto, não são o seu passado (isso já passou há vários anos e não atua mais em sua vida) mas sim a forma como aquele acontecimento age na sua mente HOJE - de acordo como você interpreta os fatos agora e não no seu passado.

A meditação é um tipo de exercício físico e mental que exige a concentração no aqui e agora. Diferentemente do que se divulga, meditação não é "não pensar em nada", mas sim "pensar em apenas uma coisa", geralmente o pensamento é concentrado apenas na própria respiração - ação automática que raramente nos damos conta - até que, após um tempo, a mente se esvazia.

A vida contemporânea com celulares e notificações constantes, a necessidade de se estar conectado e se comunicando o tempo inteiro com outras pessoas nos tirou um pouco a capacidade de concentração no momento: estamos sempre vivendo diversos momentos ao mesmo tempo (estamos lendo notícias o tempo inteiro, estamos conversando com amigos o tempo inteiro) e o momento atual se perde no meio de tantas coisas a se fazer.

Um excelente exercício chega a ser óbvio: não aceitar distrações, jamais. A notificação no celular pode esperar, uma olhadinha no Facebook também: comece e termine suas tarefas sem que nada lhe atrapalhe, faça tudo do começo ao fim e, aos poucos, você vai perceber como o seu tempo ficará bem melhor dividido entre todas suas atividades e sua performance será muito melhor em tudo o que fizer.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...