quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Hipnose é coisa do diabo?

Já fui questionado várias vezes por religiosos a respeito da hipnose. Quer dizer, grande parte das vezes eu não fui questionado, mas rotulado: "isso que você faz é coisa do diabo".

Li a Bíblia (e vou analisar essa questão apenas sob a ótica cristã porque apenas os cristãos me questionam isso - aliás, depois posso analisar outras religiões com a hipnose e vocês verão coisas super legais) e não lembro do diabo "entrando na mente de ninguém".

"Er... não... hipnose não é coisa minha."
O diabo seduz a todo mundo (Apocalipse 12.9), tenta as pessoas para provar a inexistência de Deus (Mateus 4:1-2) e é um grande mentiroso (Mateus 5:37) - mas não existe nenhuma passagem bíblica com algo semelhante com hipnose.

Hipnose é um estado extremamente natural, todos já entraram em um estado semelhante de transe hipnótico. Imaginem-se assistindo um filme e todas as suas atenções e sentidos estão superligados no filme. Isso é uma espécie de transe. Ou quando estamos apaixonados e nada faz sentido além da pessoa amada.

Hipnose é condicionar os sentidos para um único estímulo (o filme, a pessoa amada ou a voz de alguém que pode ser um pastor da igreja, o hipnoterapeuta ou quem for). Só isso. Um processo natural e que ocorre inclusive com outros animais.

Quando uma pessoa é hipnotizada primeiro ela precisa aceitar e se permitir àquela situação. O hipnotizador não controla o comportamento ou os pensamentos do hipnotizado, mas sim torna possível que a própria acesse conteúdos por ela esquecidos.

Mesmo na questão do livre-arbítrio é possível interpretar que a hipnose não interfere na liberdade da pessoa (apesar de eu, pessoalmente, não acreditar que exista livre-arbítrio) - uma pessoa hipnotizada jamais fará o que ela não faria em condições normais.

Por fim, só mais uma coisa: mentira, sedução e tentações (características do diabo) são propriedades que QUALQUER PESSOA pode utilizar no seu dia a dia sem precisar saber de técnica alguma de hipnose ou comunicação, bastando abrir a boca e deixando as palavras saírem.

Será que o que você não anda fazendo no seu dia a dia não é coisa do diabo?

3 comentários:

Marcos Santos disse...

O hipnotismo é basicamente um transe demoníaco. Está em violação direta à Palavra de Deus. Somos conclamados a levar cativo todo pensamento (2 Coríntios 10:3-5), e a estar sóbrios e vigilantes (1 Pedro 5:8). Devemos estar sempre alertas. Deus nos considera diretamente responsáveis por nós mesmos e por nossa mente.
O hipnotismo requer submissão da pessoa que está sendo hipnotizada. Demônios são sempre colocados numa pessoa através do hipnotismo. Quem usa essa técnica também tem demônios. O povo de Deus tem que ficar longe dessa armadilha.

Marcos Santos disse...

Vejamos antes qual a definição de Hipnose: “... é um estado mental (teorias de estado) ou um tipo de comportamento (teorias de não-estado) usualmente induzidos por um procedimento conhecido como indução hipnótica, o qual é geralmente composto de uma série de instruções preliminares e sugestões” (Wikipédia); “Estado mental semelhante ao sono, provocado artificialmente, e no qual o indivíduo continua capaz de obedecer às sugestões feitas pelo hipnotizador” (Dicionário Aurélio). (ênfases acrescentadas).

Ao falarmos sobre hipnose é importante lembrar que existe uma estreita relação entre falsas religiões (principalmente ocultismo) e a hipnose. Vejamos o que diz a Encyclopedia of Occultism and Parapsychology: “Sua história [da hipnose] está intimamente entrelaçada com o ocultismo. Os transes religiosos, que têm feito parte da bruxaria e da magia por toda a História, são comumente encarados como uma forma de hipnose. Também, sacerdotes do Egito e da Grécia antigos produziam certo estado hipnótico ao tentarem curar doenças em nome de seus deuses falsos”.

A Bíblia não fala diretamente sobre a técnica de hipnose. Sabemos, entretanto, que a hipnose é uma espécie de controle mental e por isso não é aprovada por Deus. Vejamos alguns textos bíblicos que nos instrui e não deixarmos ser manipulados:

Efésios 4.23: “E vos renoveis no espírito do vosso entendimento”. Tendo a nossa mente sido renovada em Deus, devemos amar ao Senhor (Marcos 12.30-33); orar e cantar (I Coríntios 14.15; obedecer (II Coríntios 10.5; e guardar os seus mandamentos (Hebreus 8.10). É o Espírito Santo que faz essa obra em nós.

I Coríntios 2.16: “Pois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo”. Alguém que tem a mente de Cristo não pode ser manipulado ou enganado por sugestões e práticas ocultistas.

Além do mais, o texto de Deuteronômio 18.10-12 parece indicar essa proibição: “Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos.

Voluptuous Soul disse...

Esses cristãos são muito alienados. Deturpa a bíblia só pra fazer dos fiéis meros escravos da ganância desses pastores de merda. Eis aí mais um tolo dessa lavagem cerebral.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...